Estou a ler o livro “Amizade entre Mulheres”, de Dee Brestin (Ed. Atos) foi me oferecido na promoção da Feira do livro, quando fui comprar “Viagens no meu sofá”.

O livro é espetacular, Dee Brestin mostra-nos neste mundo mesquinho como construir uma relação de amizade sólidas no meio feminino. E se você, tal como eu pensava, acha que sabe tudo sobre amizade verdadeira ou que tem amigas suficientes e é muito feliz com as que tem, logo, não tem nada que esse livro lhe possa ensinar…ha ha ha…se engana profundamente!

Cada capítulo  do livro traz um estudo bíblico diferente, (foi a parte que mais gostei, afinal tenho recebido ensino bíblico com testemunhas de Jeová, e tenho gostado muito de saber o que a bíblia ensina) além de diversas tarefas práticas para te ajudar na resolução das mais profundas questões (óptimo, né? um verdadeiro livro de instrução).

Marni Wedges

  • opiniões:

Acho que os homens são mais amigos do que as mulheres, contudo existem vários casos em que as mulheres se mostram muito SOLIDÁRIAS, que é diferente de AMIGAS. Entendes? Acredito sim que as mulheres podem ser solidárias, companheiras, mas, amigas,… Não acredito!” – Rafael Coutinho – 25 anos – hoteleiro.

Pôxa vida, sem querer ser chata, mas acho essa pergunta tão irritante! É como julgar o livro pela capa, ou como falar que não gosta de abacaxi, porque um dia comeu um que estava muito azedo… entende? Cada um é cada um, independente da cor, religião e, na minha opinião, principalmente de sexo! Tem tanto homem canalha, falso e fingido por aí, querendo o emprego e a mulher do ‘amigo’, então porque atribuir este título às mulheres?!? Nem numa fase ruim, como a que estou vivendo hoje, deixo de ficar mais ou menos feliz pela felicidade das minhas amigas. Inveja não escolhe sexo. Falsidade não escolhe sexo. Não acha? Pras minhas amigas de verdade, desejo tudo o que desejo pra mim!” – Paula Barison, 29 anos, programadora.

United Nude

  • Yara Mónica:

Bom, recebi muitos outros recados igualmente polémicos mas, não dava para colocar todos aqui. Mas obrigada a todos que partilharam suas opiniões comigo, pelo facebook e messenger, adorei conversar com vocês.

Entre uma conversa ou outra com uma… agora, amiga. Descobri: O facebook é f*%±! 

È claro que existe amizade verdadeira entre nós mulheres! Que ideia! Mas não vamos ser hipócritas, porque todas nós já julgamos nossas melhores amigas de forma cruel um dia e depois de um tempo de convivência, descobrimos que aquela pessoa é muito fixe e se torna inseparável. Ora, onde é que o facebook entra nessa história? Ouçam essa…durante um jantar de amigos conversava eu com uma rapariga que até esse dia eu nem sabia da existência dela. Bom, conversa pra’ cá e pra’ lá achando afinidades, até chegarmos aos muitos amigos em comum que tínhamos. Aí foi quando fiquei chocada, quase que abriu um abismo quando contei a minha relação com um amigo em comum, ela disse p mim: “Eu sei! Eu sei disso!” bom, vocês já devem ter imaginado a minha cara de surpresa né? mas o pior nem foi isso, foi quando ela depois de ler meus imensos porquês? e como? o que fiz? que estavam estampados na minha face, deu continuidade a conversa dizendo: Bom, na verdade eu já te conheço a muito tempo, sei quem és o que fazes, inclusive temos alguns parentes em comum. E nunca gostei de ti…porque te acho uma pessoa MÁ, ARMADA, SEPARATISTA, nunca convidaste-me p as festas em tua casa e nem nunca aceitas-te aos 3 pedidos de amizade que te fiz no Facebook (e depois ficou a reportar montes de eventos em que ela ficou a saber pelo facebook) mas como agora já estas a conversar comigo vou tentar diminuir o meu ódio por ti em consideração a minha grande amiga que é tua prima e melhor amiga.

Rock and Republic Danica

O universo feminino tá cheio de artimanhas e códigos, despeito e admiração, inveja e respeito! 

E nesse nosso mundo, o entendimento masculino não existe, por isso homens parem de questionar e tentar entender a amizade feminina. A Mulher faz tudo de forma velada, não declaram guerra abertamente.

E quem estiver entre esta guerra camuflada é ISCO! Afinal, ela vai ter de lutar para marcar posição. Por isso, ela quando confrontada, ela diz: “a fulana? ah não! nada haver, não tenho nada contra ela. Simplesmente não somos muito próximas!” Mentiraaaaaaaa, ela se revê nos olhos da outra, simplesmente não tem coragem de admitir sua admiração ou até seu desagrado. As pessoas fazem todas julgamentos precipitados com base na primeira impressão.

Isso, não tem nada de errado. Errado é ficar stuck on it e não soltar, não dar oportunidade a si mesmo de conhecer melhor o outro!

Principalmente quando se tem amigos em comum. Porquê fazer separações, jogos mesquinhos e sorrisos falsos? Eu sou muito observadora…e mais do que palavras há comportamentos e a esses sim, dou atenção! Não há pior coisa que ser mal julgada, sentires que aquela pessoa te evita ou tem um sorriso não muito sincero, sem saberes o porquê.

ASOS